Aprenda sobre a Bíblia

Início » Artigos, estudos e dicas » O prazer a qualquer custo

O prazer a qualquer custo

Por Diego Nascimento*

“Vivemos na pior época de todas!”, essa foi minha afirmação durante uma palestra que ministrei para uma multinacional brasileira. Um tanto radical? Talvez. Realista? Totalmente. Se observarmos pela ótica material, nossa era está nadando no conforto e na modernidade. Se seguirmos a linha moral e ética, perceberemos que a cada dia o relacionamento humano se individualiza e se fecha para uma curtição que tem data de término.

Estamos às vésperas do feriado de Carnaval; descanso para alguns e folia para outros. Sou parte do primeiro grupo e digo sem sombra de dúvidas: jamais coloque seus valores familiares de lado para “seguir o protocolo” do prazer a qualquer custo. Certa vez conversei com uma garota que se gabava por ter ingerido litros de bebida alcoólica e  ter acordado em um local desconhecido e com pessoas que jamais havia visto na vida.Tudo isso depois de se entregar aos prazeres irresponsáveis do “ir com a turma.” Realidade triste e desnecessária.

Engana-se quem pensa que o Carnaval é uma festa genuinamente brasileira. Os tradicionais bailes de máscaras regados a comida, confete e marchinhas foram inspirados em eventos vindos da Europa. Há historiadores que defendem a tese de que o ambiente carnavalesco tenha iniciado já no Império Romano. Mas quero deixar claro que o artigo de hoje não é condenatório, e sim, reflexivo. De que forma temos cuidado de nosso corpo? A Bíblia, em I Coríntios 6:19, diz que somos “templo do Espírito Santo.”. Uma responsabilidade e tanto, não é mesmo? Em carta preparada aos Gálatas, o apóstolo Paulo registra a lista dos frutos da carne: “imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes.” Gálatas 5: 19 a 21.

O fato de eu não seguir essa linha do “viva esse dia como se fosse o último” nunca me impediu de sorrir, conhecer pessoas, lugares, crescer intelectualmente e ter boas oportunidades de emprego. Meu apelo é por um estilo de vida equilibrado, sem excessos e com foco no resgate de valores humanos e bíblicos que lamentavelmente são considerados virtude em quem ainda se lança ao desafio de “nadar contra a maré.” Encerro fazendo uso dos frutos do Espírito e convicto de que o caminhar com Deus é melhor do que qualquer coisa ao nosso redor.

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.” Gálatas 5:22  25. 

  • Diego Nascimento é presbítero da I Igreja Presbiteriana de Lavras (MG).

 

Anúncios
fevereiro 2017
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728  
%d blogueiros gostam disto: