Aprenda sobre a Bíblia

Início » Artigos, estudos e dicas » Dory e a música do demônio!

Dory e a música do demônio!

Por Josemar Bessa
 

Tiago diz: “Irmãos, não se queixem uns dos outros, para que não sejam julgados. O Juiz já está às portas!” – Tiago 5:9 – Murmurar, mau-humor… é a epidemia de uma geração que tem mais conforto do que qualquer outra geração que já existiu.
 
Tiago está falando sobre o pecado de murmurar contra as outras pessoas… É um pecado terrível, diz Deus… destrói… Ele julgará! Reclamar é a coisa mais comum no coração caído… por isso é a coisa mais comum em nossa sociedade, e infelizmente, na igreja, naqueles que dizem estar em Cristo… Reclamamos sobre tudo! Leia as redes sociais, por exemplo, e veja qual é o tema mais recorrente.
 
Paulo se junta a Tiago ao dizer: “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” – Filipenses 2:14-15 – Nenhum dos dois coloca isso como algo periférico, um diz: “…para que não sejam julgados. O Juiz está às portas” – o outro: “…para que sejais…filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa…” – Não há nada de periférico nas afirmações apostólicas.
 
Paulo diz: “Fazei TODAS as coisas sem murmuração…” – Não é possível olhar o ensino bíblico e tratar desse assunto como um defeito de sua personalidade, temperamento… deve haver verdadeiro arrependimento vendo esta realidade como uma expressão da natureza caída e pecaminosa. Não é apenas desabafo… não devemos dar outro nome para fugirmos da claro mandamento de Deus, é pecado!
 
Quando penso em resmungos, mau-humor… lembro de “Procurando Nemo” – Rsrsrsrs – Dory, no filme, repreende de maneira delicada o pai de Nemo – que tinha um problemão, seu único filho desaparecido… mas que de forma nenhuma era desculpa para a manifestação de uma personalidade resmungona… Dory o repreende chamando-o de senhor “Grumpy Gills” – (Guelras mal-humoradas) – cantando para ele uma canção para o animar, nos lembrando que murmuração e mau humor são irmãos gêmeos.
 
Tiago e Paulo estão falando com pessoas vivendo problemas graves nas igrejas locais… em suas vidas pessoais… perseguições mortais… martírio… E para os mais sensíveis, vamos ser sinceros, Paulo e Tiago não são tão doces e fofos como a Dory é com o pai de Nemo.
 
O contexto deles naqueles dias era a realidade do duro sofrimento. A presença da perseguição: “Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele” – Filipenses 1:29  –“Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em nome do Senhor. Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.” – Tiago 5:10-11. Se seus resmungos eram inaceitáveis e pecado, diante do sofrimento, perdas, morte por martírio, perseguição, prisão… imagine as motivações das reclamações de nossos dias diante da face de Deus? A questão do Espírito Santo através desses textos é nos pressionar com a Verdade que em meio a QUALQUER dificuldade, reclamar, murmurar, mau-humor… nunca é uma opção para um filho de Deus.
 
As coisas mais banais como trânsito, filas… qualquer pequena coisa que nos atinge… qualquer esbarrão que outras pessoas nos dão… leva ao mau-humor, rispidez, frases no Facebook, sarcasmo, deboche… PECADO! Está em toda parte! Qualquer pressão sobre você, Bum!!! Resmungar sobre os outros e a situação é o caminho imediato… Mesmo só em sua mente seria pecado, mas queremos ir mais, tornar tudo palavras, ir mais, escrever numa rede social para o mundo ver… Abraçando assim o pecado como algo precioso…
 
Você não pode fazer isso ao mesmo tempo que retém a Verdade de Deus em sua vida – “Retendo a palavra da vida” – Filipenses 2:16 –  Quando reclamamos é porque abraçamos as dificuldades, abraçamos um “ego sensível”… e não a Palavra de Deus, suas promessas, soberania… Estamos dizendo para Deus: “Meu coração é muito mais afetada pelos problemas do que pela tua Graça!”
 
O que Tiago está dizendo, por exemplo, em linguagem mais clara, é: “Cale a boca e pare de reclamar!” – Como? Você pergunta – Tiago responde com Paulo – Paciência!! “Suportando-vos uns aos outros em amor” (Efésios 4.2) o que é contrastado com retaliação em 1 Tessalonicenses 5.14,15. A palavra usada – stenazo, para resmungar… tem como significado aqui duplo – Que os filhos de Deus não devem reclamar com os outros SOBRE suas dificuldades e também não devem culpar os outros POR suas dificuldades.
 
Uma pessoa resmungona culpa outros por seus problemas, culpa situações… e está constantemente frustrado, estressado, irritado com suas dificuldades e sofrimentos, e faz com que todos saibam sobre isso com suas palavras. Normalmente isso acontece com as pessoas mais próximas, mas agora com o fenômeno das redes sociais… elas tem sido usadas como o megafone desse pecado para os que estão distantes. Isso não é um pequeno tropeço, diz Paulo e Tiago, é pecado! Teste-se: Pergunte ao seu cônjuge, amigos se eles tem sido os destinatários de seus resmungos. Leia o que você escreveu nas redes sociais no último mês…
 
Os dois apóstolos dizem – coloquem uma mordaça na sua boca e seja paciente. Pense em Israel caminhando no deserto… foram redimidos da escravidão no Egito… você foi redimido por Cristo? – O deserto não era um lugar confortável… havia pessoas demais próximas… as condições não eram boas… muitas vezes faltava água… eles caminharam resmungando… e nunca chegaram a terra prometida. Podemos clamar a Deus com gemidos, e Deus ouve e ajuda, mas filhos de Deus nunca podem resmungar. Essa é a grande marca da incredulidade. Um minuto no céu e nós veremos o horror infinito de uma única reclamação. Despejamos o tempo todo nossa impaciência. Costumo ver pessoas que levaram anos para entender uma doutrina, derramando impaciência, sarcasmo… para quem está demorando dias para entender…  Nós não exigimos idade adulta instantânea, maturidade… mas exigimos que aqueles que são maduros parem de resmungar. Normalmente os que mais reclamam são os que dão mais motivos para que todos reclamassem dele.
 
Grandes bênçãos são minimizadas, pequenos problemas são ampliados… Foi assim que uma multidão morreu no deserto. Pense em toda profunda Doutrina ensinada na Carta aos Efésios… a magnificência de cada uma delas sendo definidas… depois disso, a resposta que é exigida de nós é que “com toda a humildade e mansidão, sejamos pacientes suportando uns aos outros em amor” – Efésios 4.2
 
Tiago não nos deixa só no negativo: “Cale a boca!” – Ele nos mostra o positivo, em como nossa vida deve ser modelada: “Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em nome do Senhor. Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.” – Tiago 5:10-11 – Dificuldades insondáveis caíram sobre ele. Dez filhos mortos. Todos os bens perdidos. Amigos que o perseguem e não consolam. Esposa com conselhos de morte… doença física com aflição indescritível… Tiago está dizendo: Você acha que tem problemas? Olhe para Jó! Siga por este caminho…
 
O maior de todos os antídotos é olhar para Cristo: “Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.” – Isaías 53:7 –  Se ele não abriu a boca nestas circunstâncias… tomando nossas maldições sobre a cruz… o único homem santo e inocente que jamais viveu… Se sofrendo como nosso substituto, pelas nossas transgressões, não “abriu a boca”… quando sendo inocente foi espancado, cuspido, crucificado, assassinado… morrendo pelos pecados dos resmungões, como continuaremos no pecado? Como o justificaremos? Ele absorveu a ira de Deus que era nossa. O que temos para reclamar? Não podemos ser filhos de Deus, brilhar como luzeiros em meio as trevas sendo senhores e senhoras “Grumbly Gills”. Ele capacita a todos os que Ele regenera a viverem alegremente em todas as circunstâncias:
 
“Regozijai-vos sempre.” –  1 Tessalonicenses 5:16
 
“Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos”. – Filipenses 4:4
 
Lembre-se da bela canção de Dory para o pai de Nemo. Não cante música diferente. É Melhor ser mudo que murmurar, pois essa é a música do demônio!
Anúncios
abril 2013
S T Q Q S S D
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
%d blogueiros gostam disto: