Aprenda sobre a Bíblia

Início » Artigos, estudos e dicas » Últimas notícias sobre a prisão do Rev. José Dilson no Senegal

Últimas notícias sobre a prisão do Rev. José Dilson no Senegal

Comunicado – Senegal – Nr. 03 – 2013

A APMT – Agência Presbiteriana de Missões Transculturais da Igreja Presbiteriana do Brasil agradece as manifestações de apoio que vêm recebendo de toda a segmentação evangélica do Brasil e de outras partes no mundo, a respeito da detenção do nosso irmão Rev. José Dílson (esposa Marli), e de nossa irmã Zeneide Moreira, da Missão Servos, que desenvolvem atividades no Senegal.

Como citamos em comunicados anteriores, a APMT – IPB (como denominação), continua realizando uma ação permanente junto ao alto escalão dos governos do Brasil e do Senegal, para que os referidos irmãos sejam colocados em devida liberdade o quanto antes, sendo que também temos envolvido organizações e instituições nacionais e internacionais nesse processo.

Providências continuam sendo tomadas para apoiá-los nas áreas: médica, psicológica, jurídica, refeições diárias, medicamentos, apoio de moradia para a família de nosso irmão Pr. José Dílson na cidade onde ele está detido. Além disso, todos os nossos colegas de equipe, que atuam na região, como também membros de outras organizações e da Embaixada do Brasil no Senegal têm prestado apoio incondicional e constante.

Os três advogados contratados entraram, recentemente, com mais um pedido de Liberdade Provisória, que foi negado pela justiça senegalesa. Nós apelamos para a Côrte de Cassação em Dakar (órgão do Governo Federal que trata desse assunto), que tem o prazo de até 30 dias para se pronunciar (a contar de 08/03/2013, data da entrada do documento). Essa instância é a última antes do equivalente ao nosso Supremo Tribunal Federal. Estamos evitando ter que chegar nesta última, por ser lenta e morosa na análise dos processos, que poderá demorar meses e até anos para um parecer final.

Como já dissemos em comunicados anteriores, o juiz de instrução não concluiu o seu processo de sindicância. Até a presente data, não existe um posicionamento da justiça quanto ao caso. Portanto, não existe uma acusação formal da promotoria pública, exceto uma denúncia falsa de um pai que coloca em dúvida as ações ou motivações do projeto ali desenvolvido.

Rogamos que todos permaneçam em oração diante de nosso Deus, para que Ele dê sustentabilidade às famílias, ao José Dílson e à Zeneide, e que Ele dê sabedoria a todos os envolvidos na condução do caso.

Pela equipe da APMT
Rev. Marcos Agripino C. de Mesquita
Executivo da APMT
FONTE: www.apmt.org.br

Anúncios
março 2013
S T Q Q S S D
    abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
%d blogueiros gostam disto: